Notícias
Campanha Salarial
21 de Março de 2019
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Sindpd aguarda convocação de audiência no TRT sobre o dissídio coletivo 2019
Coordenador do departamento jurídico, José Eduardo Furlanetto, explica como está o andamento do processo



O Sindpd continua aguardando manifestação do TRT sobre o dissídio coletivo da categoria em 2019 após deliberação do desembargador Rafael Pugliese, que converteu o procedimento pré-processual de tentativa de conciliação. Segundo o coordenador do departamento jurídico do Sindpd, José Eduardo Furlanetto, após a última audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, Sindpd e Seprosp complementaram as petições já apresentadas; agora é necessário aguardar a convocação do TRT a continuidade do processo.

"Vamos aguardar o despacho para que seja feita a conversão. Depois disso, alteramos a petição e é marcada uma tentativa de conciliação, como no ano passado. Se houver a possibilidade de conciliação, na 1ª audiência, é feito o acordo e homologado, caso contrário, vai para julgamento, onde as pautas são confrontadas", explicou Furlanetto.

Segundo ele, essa mudança é positiva para os trabalhadores, uma vez que a sentença judicial parece ter mais peso para alguns empresários.

"Não temos como fazer qualquer previsão, mas eu vejo como positivo, pois um dissídio coletivo, ele produz uma sentença normativa, que é uma sentença judicial, que deve ser observada por todos os patrões e deve ser cumprida por todos. O resultado de um procedimento pré-judicial, para os olhos de alguns empregadores não tem a mesma força", finalizou.

O Sindicato manterá a categoria informada sobre o andamento de todo o processo de dissídio coletivo. Relembre a cobertura da negociação.

TRT dá prazo de 12 dias para tentativa de conciliação entre Sindpd e Seprosp

Sindpd aciona Seprosp no Tribunal Regional do Trabalho

Patrões se negam a negociar para rasgar Convenção Coletiva, aplicar lei rasa e pagar menos

Patrões desistem de reduzir horário de almoço, mas mantêm reajuste abaixo da inflação

Empresários querem meia hora de almoço para trabalhadores de TI

1ª rodada frustrante cria impasse na negociação da CCT 2019

Compartilhe

LEIA TAMBÉM