Notícias
Notícias
WhatsApp
03 de Maio de 2023
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Sindpd notifica Stefanini sobre descumprimento da Convenção Coletiva
Notificação convoca empresa para esclarecer denúncias como o pagamento de PLR só para gerentes, assédio moral, não pagamento de VR nas férias, entre outros



O Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd) notificou, nesta terça-feira (02 de maio) a multinacional brasileira Stefanini devido a uma série de denuncias de descumprimento das obrigações trabalhistas prevista em Convenção Coletiva.

"É dever da entidade sindical fiscalizar o cumprimento dos instrumentos normativos que tenha celebrado e a legislação trabalhista e previdenciária, requerendo, administrativa ou judicialmente, o que seja devido aos integrantes da categoria profissional (art. 8°, III, da Constituição Federal). Ocorre que, dando cumprimento ao seu dever constitucional, chegou ao nosso conhecimento denúncias de práticas em dissonância com a Convenção Coletiva de trabalho e face a legislação em diversos aspectos", afirma a notificação.

Entre as principais suspeitas de irregularidades, o sindicato destaca:

1. Pagamento de PLR apenas para gerência e mesmo assim somente parte;

2. Falta de pagamento de Periculosidade a todos de trabalhadores lotados em edifício que possui moto geradores alimentados por tanques metálicos de óleo diesel instalados na mesma sala atraindo a violação NR- 20. Já possuindo diversas condenações ao pagamento de periculosidade. (Alameda Xingu 512 e Ra Alfredo Pujol 506) assim como em prédios nas mesmas condições como por exemplo onde há prestação de serviços no contrato da Petrobras;

3. Falta de pagamento dos percentuais de reajustamento;

4. Não cumprimento de cota PCD;

5. Banco de Horas - atraso de pagamento, imputação de forma errada, falta de acesso ao extrato de horas;

6. Utilização da jornada 12×36 sem acordo;

7. Utilização de escala 5x1 sem acordo;

8. Utilização em larga escala de pessoa jurídica interposta, vulgo "pejotização" da categoria;

9. Utilização de contratação com "CLT Flex" que poder configurar salário por fora;

10. Redução de pagamento de VR e VA no período de férias e afastamentos;

11. Falta de reembolso de custos de Teletrabalho/Home Office;

12. Denúncias de Assédio Moral, incluindo a coação para pedidos de demissões;

13. Coação para evitar a aproximação e contato do trabalhador com a entidade sindical representante, através de ligações telefônicas de gestores e gerentes proferindo ameaças;

O Sindpd estabeleceu um prazo de 72 horas para a indicação de 3 datas visando o início das necessárias tratativas. Decorrido o prazo ou deparando-nos com a recusa de Vossa Senhoria, teremos que adotar as medidas necessárias para a proteção da categoria representada pela entidade sindical.

O sindicato convocou todos os trabalhadores da empresa Stefanini para a Plenária que será realizada no dia 9 de Maio, às 19 hs, através da Plataforma Microsof Teams.

Para participar basta se inscrever no link (https://zfrmz.com/j9vQjS5S0uiEloN1aLiK). Você poderá ingressar na sala no modo anônimo e fazer perguntas e intervenções pelo chat.

Entre também na comunidade Stefanini do Sindpd;

Mande mensagem para o nosso Whatsapp e conte a sua história - (11) 99989-1023

Denuncie por e-mail também - [email protected]




LEIA MAIS:

Quer PLR? Participe da Plenária Virtual da Stefanini

Mobilização na Stefanini chega na Globo, Nestlé e na sede em Santana

Sindpd faz panfletagem em sedes da Stefanini para mobilizar trabalhadores na luta pela PLR

Vergonha! Stefanini paga PLR de até 40 mil para Gerentes e ignora trabalhadores

Até quando a Stefanini vai negar a PLR?


banner filie-se
Compartilhe

WhatsApp
LEIA TAMBÉM
Colonia PCDs vagas


PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade

BUSCAR


View this profile on Instagram

Sindpd (@sindpdsp) Instagram photos and videos



MAIS ACESSADAS
Clausula 53 Benefícios - Resumo reduz