Notícias
Campanha Salarial
15 de Fevereiro de 2016
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Trabalhadores de TI conquistam reajuste salarial de 10,67%
Índice deverá ser aplicado em janeiro (8,5%) e a partir de novembro (2,17%); VR também terá o mesmo percentual de reajuste



Após seis rodadas de negociação, a Campanha Salarial dos trabalhadores de Tecnologia da Informação de São Paulo encerrou-se com acordo entre o Sindicato e os empresários. Na tarde desta segunda-feira, depois de mais de três horas de reunião, as comissões de negociação do Sindpd e do sindicato patronal fixaram o reajuste salarial em 10,67%. A aplicação do novo índice deverá ser feita em duas parcelas, a serem pagas em janeiro (8,50%) e a partir de novembro (2,17%).

Os trabalhadores de TI ainda garantiram o mesmo índice (10,67%) de aumento para o vale-refeição que, considerando o efeito retroativo à data-base da categoria, passa a ser de R$ 16,60 para todos os profissionais, considerando a jornada de oito horas diárias, sem qualquer distinção por alocação ou número de funcionários. Desde o início da campanha salarial, o setor patronal insistia em aplicar diferenciação no valor do vale-refeição, tentando diminuir o valor dos funcionários do interior.

Em um dos processos mais difíceis de negociação dos últimos anos, em razão da situação econômica do País, a comissão do Sindpd resistiu às tentativas de retroceder nos direitos já consolidados na Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. Mesmo diante da insistência dos empresários do setor, que buscavam a retirada da obrigatoriedade de apresentação do programa de Participação nos Lucros e/ou Resultados, a garantia segue inalterada nesta Convenção.

"Por conhecer a história deste Sindicato, posso, com convicção, afirmar que esta foi uma das Campanhas mais duras que o Sindpd enfrentou. O cenário econômico nacional criou uma cortina de fumaça em que os setores não enxergam perspectivas, e isto estimula o medo, a desconfiança na retomada do crescimento. Mas podemos dizer que a categoria saiu vitoriosa. Conseguimos a garantia reposição das perdas inflacionárias até 2017, coisa que poucos setores conquistaram. Temos a segurança de que nossa Convenção Coletiva em nada retrocedeu, mesmo diante da intensa pressão dos patrões", afirmou o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

Para o dirigente, a negociação de hoje evidenciou um esforço conjunto para que a Campanha tivesse um desfecho compatível com as possibilidades e expectativas de ambos os lados. "Numa situação de crise, é preciso que todos os atores envolvidos cedam para assegurar uma conciliação justa e equilibrada. E pudemos testemunhar uma manifestação deste gênero aqui. Iniciamos a campanha salarial com o Seprosp oferecendo um reajuste irrisório, além de escalonado e com segmentação para determinados patamares salariais. Conseguimos romper esta disposição e avançar com o indicador de reajuste para repor o poder de compra. Isto, num cenário global de instabilidade financeira, é, de fato, uma vitória", finalizou Neto.

Compartilhe

LEIA TAMBÉM
ENQUETE
Você é favorável à Reforma da Previdência?

Sim
Não



Responder

Ver resultado
Ver enquetes anteriores


Colônia de Férias

POR QUE SE FILIAR?
POR QUE SE FILIAR?

SINDPDTV
SINDPDTV
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...
Acessadas


Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW


HOMENAGENS
HOMENAGENS
Homenagens - mulher
Homenagens - 70

BLOG DO NETO
BLOG DO NETO

JORNAL DO SINDPD
JORNAL DO SINDPD

FGTS
FGTS