Notícias
Notícias
21 de Dezembro de 2017
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Trabalhadores da Prodam aprovam pauta de reivindicação de ACCT para reajuste de cláusulas econômicas
Proposta será encaminhada à diretoria da companhia para posterior debate em mesa de negociação



Na manhã desta terça-feira, 19, os diretores Edison Galli, Andre Luiz Gonçalves de Araújo, Maria José Ferreira da Silva Nogueira e o vice-presidente do Sindpd, João Antonio Nunes, estiveram na Prodam para apresentar aos trabalhadores a pauta de reivindicação do Acordo Complementar Coletivo de Trabalho (ACCT) para 2018, que prevê reajuste de cláusulas econômicas.

A pauta aprovada pela maioria dos funcionários pede reajuste salarial de 5%, auxilio-refeição e alimentação de 10% e as demais cláusulas, que têm caráter econômico, para 11,29%, como o auxílio-creche. A proposta do ACCT será entregue pelo Sindpd à diretoria da Prodam para ser analisada e debatida posteriormente em mesa de negociação.

O vice-presidente João Antonio destaca que apenas as cláusulas econômicas estão sendo discutidas, já que as cláusulas sociais do ACCT têm vigência até 31 de dezembro de 2018. "Em 2017, após uma negociação longa e bastante difícil, nós conseguimos renovar todas as cláusulas do nosso acordo por 2 anos, exceto as econômicas, então as questões sociais foram renovadas garantindo o direito do trabalhador até 31 de dezembro de 2018, como adicional noturno, incentivo educação, questões relacionadas à assistência médica. No total são 47 cláusulas que integram o acordo complementar da Prodam. Tivemos uma grande vitória em renovar as cláusulas do ACCT, e o que estamos apresentamos agora é apenas a correção das cláusulas econômicas", explica.

De acordo com Edison Galli, os profissionais estão engajados com a luta pelos direitos trabalhistas. "Somos 903 funcionários e tivemos apenas uma abstenção, todos estão dispostos a unir forças com o Sindicato para lutar pelos direitos trabalhistas da categoria, por ter consciência de que juntos conseguiremos avançar contra a derrubada de direitos da Lei 13.467", concluiu o diretor do Sindpd.







Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Especial reforma trabalhista

ENQUETE

O formato da SindpdFest mudou. Você gostou?


Sim
Não



Responder

Ver resultado

Ver enquetes anteriores


POR QUE SE FILIAR?
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...
Acessadas

Colônia de Férias
Facebook do Neto

SINDPDTV
SINDPDTV

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW


HOMENAGENS
HOMENAGENS
Homenagens - mulher
Homenagens - 70

BLOG DO NETO
BLOG DO NETO

JORNAL DO SINDPD
JORNAL DO SINDPD

FGTS
FGTS
Galeria de Fotos