Notícias
Notícias
27 de Abril de 2017
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Sindpd orienta os trabalhadores de TI para a greve geral desta sexta-feira
Categoria se unirá à mobilização contra a retirada de direitos e em defesa da aposentadoria



Os trabalhadores de tecnologia da informação do estado de São Paulo vão se unir nesta sexta-feira, dia 28 de abril, à greve geral que mobilizará todo o País. Será uma luta legítima da classe trabalhadora contra a retirada de direitos, contra os ataques à aposentadoria e contra toda a precarização generalizada que poderá atingir em cheio a categoria.

A aprovação às pressas do projeto da reforma trabalhista na calada da noite desta quarta-feira (26) mostrou que mais do que nunca a classe trabalhadora precisa estar unida para enfrentar o desmanche do mercado de trabalho. O profissional de TI não pode assistir passivamente à precarização por meio da pejotização, da terceirização indiscriminada, da contratação de cooperativas fraudulentas e, consequentemente, o fim de benefícios como 13º, férias, licença-maternidade, FGTS, PLR, entre outros.

O Sindpd tomou todas as medidas para que a greve desta sexta-feira ocorra em plena legalidade. A paralisação foi aprovada durante assembleia realizada na última quarta-feira (19), todas as empresas do setor foram devidamente comunicadas e o Sindicato abriu negociações para que as cotas mínimas para manutenção dos serviços essenciais fossem definidas.

A Constituição Federal, em seu artigo 9º, assegura aos trabalhadores o direito de greve. Quaisquer ameaças, assédios ou retaliações que já estejam sofrendo ou que venham a sofrer, saibam que serão reprimidas pela Justiça e, na persistência, ficarão caracterizados como crime contra a organização do trabalho. Procure o Sindicato e denuncie.

Veja abaixo as orientações do Sindicato:

- Não compareça ao trabalho nesta sexta-feira: permaneça em casa;

- Se chegar ao local de trabalho, junte-se às manifestações que serão organizadas nas portas das empresas;

- Ninguém pode ser demitido, pois os contratos de trabalho estão suspensos;

- As principais categorias responsáveis pelos transportes (metroviários, ferroviários, motoristas de ônibus etc.) estão unidas na paralisação. Portanto, a locomoção será suspensa. Faça a sua parte e pare também;

- O Sindpd está observando rigorosamente todos os requisitos legais para a greve: qualquer trabalhador pode deixar de comparecer ao serviço alegando-se grevista;

- Nenhum constrangimento pode ser admitido: o Sindicato deve ser comunicado imediatamente;

- Participar da greve é um direito seu como trabalhador e um dever como cidadão.

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Especial reforma trabalhista

ENQUETE

O formato da SindpdFest mudou. Você gostou?


Sim
Não



Responder

Ver resultado

Ver enquetes anteriores


POR QUE SE FILIAR?
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...
Acessadas

Colônia de Férias
Facebook do Neto

SINDPDTV
SINDPDTV

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW


HOMENAGENS
HOMENAGENS
Homenagens - mulher
Homenagens - 70

BLOG DO NETO
BLOG DO NETO

JORNAL DO SINDPD
JORNAL DO SINDPD

FGTS
FGTS
Galeria de Fotos