Notícias
Campanha Salarial
10 de Janeiro de 2018
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
CCT de 2017 é válida até que se firme nova Convenção, decidem Sindpd e Seprosp
Durante a 1ª rodada de negociação da Campanha Salarial 2018, foram mantidas as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2017 até a assinatura da nova CCT, incluindo a homologação no Sindicato



Teve início, nesta quarta-feira, 10, a negociação da Campanha Salarial 2018 dos profissionais de TI do estado de São Paulo. O primeiro encontro entre o sindicato patronal e o Sindpd aconteceu na sede do Seprosp e baseou-se na pauta de reivindicações amplamente debatida e aprovada pelos trabalhadores nas 15 assembleias realizadas no final de 2017 em todo o estado.

Durante a primeira rodada de negociação da Convenção Coletiva 2018, Sindpd e Seprosp decidiram, em comum acordo, que

  • A data-base da categoria será mantida em 1º de janeiro;
  • As cláusulas da CCT 2017 continuam válidas e devem ser respeitadas até que a nova Convenção Coletiva seja assinada;
  • Se não houver acordo na negociação da CCT 2018, as partes, de maneira independente, poderão procurar os caminhos jurídicos necessários para a resolução do caso.
Além destes três pontos, e diferentemente dos anos anteriores, o patronato apresentou uma contraproposta global, com alterações em diversas cláusulas da pauta de reivindicações. As propostas serão analisadas pela comissão de negociação do Sindpd e respondidas durante a segunda rodada de negociação, que está agendada para a próxima segunda-feira (15), às 10h30, na sede do Seprosp.

Fortalecimento da CCT

No contexto da reforma trabalhista, que desde novembro faz parte da realidade dos trabalhadores de todo o País, o fortalecimento do acordo coletivo de trabalho se tornou fundamental para garantir que os direitos adquiridos não sejam suprimidos pela nova lei. Esse posicionamento, defendido pelo Sindpd desde o início, foi corroborado na 1ª rodada de negociação.

"Nossa CCT tem sido parâmetro para outras categorias em todo o País. Estamos à frente no que diz respeito a avanços e direitos conquistados. Este momento é fundamental para mantermos a Convenção forte, preservando os direitos de toda a categoria", afirmou o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

Durante a reunião, as duas partes chegaram a um acordo sobre a importância da contribuição sindical. O imposto, de caráter tributário, não foi extinto. O que mudou foram os procedimentos legais para a sua cobrança. O recolhimento é previsto como tributo compulsório pelo artigo 149 da Constituição Federal de 1988. Conforme a legislação máxima do País, a União pode "instituir contribuições sociais [...] de interesse das categorias profissionais ou econômicas como instrumento de sua atuação nas respectivas áreas".

Reivindicações

A pauta desse ano, aprovada por mais de 3.500 trabalhadores, propõe a manutenção de 55 das 74 cláusulas previstas na CCT anterior e reivindica reajuste salarial equivalente ao INPC mais 2% de aumento real, além de vale-refeição de R$ 20 (atualmente é de R$ 17,50), auxílio-creche de 50% do salário normativo para trabalhadores com filhos até 72 meses de idade, entre outros avanços. Saiba mais

Confira aqui a análise do presidente Antonio Neto.

Assista à íntegra da primeira rodada de negociação da Campanha Salarial 2018:

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

Especial reforma trabalhista

ENQUETE

O formato da SindpdFest mudou. Você gostou?


Sim
Não



Responder

Ver resultado

Ver enquetes anteriores


notificação contribuição sindical
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...
Acessadas

POR QUE SE FILIAR?
Colônia de Férias
Facebook do Neto

SINDPDTV
SINDPDTV

Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW


HOMENAGENS
HOMENAGENS
Homenagens - mulher
Homenagens - 70

BLOG DO NETO
BLOG DO NETO

JORNAL DO SINDPD
JORNAL DO SINDPD

FGTS
FGTS
Galeria de Fotos