Notícias
Notícias
09 de Março de 2010
Tamanho da letra Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir
Aumento salarial será de 6% (8ª rodada - Vídeo)
Após oito rodadas de negociações e muita queda de braço, foi finalizado na manhã desta terça-feira (9) o acordo salarial de 2010 com importantes vitórias para a categoria. A principal delas, sem dúvida, é a redução da jornada de trabalho, sem redução de salário, para 40 horas semanais. Por uma questão estrutural, uma vez que as empresas não teriam como repassar os custos para os contratos em vigor, a jornada menor entrará em vigor a partir do dia 1º de janeiro de 2011. "A redução da jornada de trabalho é a nossa principal vitória. Estamos lutando há muitos anos pela redução da jornada. Como todos observaram, as negociações foram muito pesadas, o patronato estava intransigente, mas o bom senso prevaleceu. Como o nosso setor é formado basicamente de prestação de serviços, entendemos que as empresas não teriam como adequar os contratos neste momento. Mas entraremos o ano que vem com jornada menor", afirmou o presidente do SINDPD, Antonio Neto. O aumento salarial deste ano, que será retroativo a 1º de janeiro, será de 6%, o que representa um aumento real de 1,9% mediante o INPC de 4,1%. Para os pisos, os aumentos são ainda maiores, variam entre 6,7% e 12,5%. Desta forma, o piso de digitador será de R$ 820,00 (6,7%); do administrativo R$ 650,00 (8,3%); do técnico R$ 910,00 (8,3%) e do office boy R$ 540,00 (12,5%). Foi instituído um novo piso para os técnicos de help desk, cujo salário base será de R$ 910,00. Além disso, a partir do mês de abril as empresas serão obrigadas a custear, pelo menos, 30% dos planos de saúde dos seus funcionários e não poderão demitir o trabalhador que regressar das férias por 30 dias. "A negociação coletiva deste ano foi bastante complicada. Nós fizemos de tudo para pressionar o patronato e conseguimos acrescer conceitos importantes na nossa CCT como a jornada menor e o plano de saúde. Acho que os aumentos salariais estão num patamar significativo. É aquilo que nós queríamos? É claro que não, sempre achamos que merecemos mais. Contudo, não podemos ignorar que o conjunto da obra foi uma grande vitória", afirmou Antonio Neto. Segundo o presidente do SINDPD, um dos fatores que contribuíram muito para que conquistássemos estas importantes vitórias foi a participação ativa da categoria que, de uma forma de outra, esteve do nosso lado. Mas, de acordo com Neto, a luta está apenas começando. "É importante que os companheiros tenham claro que superamos apenas uma etapa da luta. A partir de agora, vamos mobilizar os companheiros em cada empresa para assinarmos acordos complementares com o conjunto das nossas reivindicações. Vamos nos preparar desde já e acumular forças para o ano que vem alcançarmos o vale refeição para toda a categoria e uma maior quantidade de pisos", destacou Neto. A negociação salarial deste ano iniciou no dia 15 de janeiro de 2010. A primeira proposta apresentada pelo sindicato patronal foi de 3% de aumento salarial, índice considerado ridículo pela Comissão de Negociação. Após diversas rodadas, no dia 8 de fevereiro, o presidente do SINDPD suspendeu as reuniões e retirou-se das negociações, partindo para a negociação direta com as empresas. As conversas só foram retomadas na semana passada após a solicitação do Seprosp, culminando com o fechamento do acordo após duas rodadas de reuniões. Leia a circular divulgada pelo Sindpd e Seprosp Assista ao vídeo abaixo:

Confira aqui a galeria:

1/4
3/4
4/4



Compartilhe

LEIA TAMBÉM
ENQUETE
Você é favorável à Reforma da Previdência?

Sim
Não



Responder

Ver resultado
Ver enquetes anteriores


Colônia de Férias

POR QUE SE FILIAR?
POR QUE SE FILIAR?

SINDPDTV
SINDPDTV
PESQUISAR BENEFÍCIO

Área ou segmento


Tipo

Categoria

Cidade



Buscar
Reservas de colônias


NOTÍCIAS MAIS...
Acessadas


Últimas do Convergência Digital


Últimas do IDG NOW


HOMENAGENS
HOMENAGENS
Homenagens - mulher
Homenagens - 70

BLOG DO NETO
BLOG DO NETO

JORNAL DO SINDPD
JORNAL DO SINDPD

FGTS
FGTS